21.1.12

Puro e inocente


Eu tinha a certeza que o pra sempre que todos falavam era aquele momento, que acabaria logo, mas que era eterno em nossas cabeças. E quem disse que não foi? Era a melhor sensação, o melhor momento, aquele onde estávamos ali nos amando sem nada a pensar, era puro e limpo, nada ligado a sexo ou desejo do corpo, só queríamos ficar ali, alimentados pela presença um do outro. Como era bom aquele cafuné, eu sabia com todo o meu ser que naquele momento ele me amou, me amou de um jeito lindo, era um amor inocente e eu não precisava escutar nada, tudo estava muito claro, acalmou os meus soluços e ficou ali até eu pegar no sono, de alguma forma eu sei que ele me observava dormir, nunca me senti tão protegida, era como se eu estivesse adormecido nas mãos de Deus, era quase perfeito e irreal!

3 comentários:

  1. lindo o texto. to seguindo *-*
    http://s0rriaeviva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Que lindo seu texto! Um texto "puro e inocente", assim como a falta dessa pureza nos dias atuais.
    Obrigado por trazer essa coisa simples, sútil e romântica de volta. belo texto!

    PS.: Obrigado pela visita ao meu blog ( http://blogvidaeletras.blogspot.com )e pelo elogio. Bjux.

    Diego França

    ResponderExcluir

Se sinta a vontade para comentar e dar sua opinião, fico grata por sua visita, volte sempre!