9.2.12

Inverso


Não era para ser assim, não era para me envolver com alguém dessa forma novamente mais as coisas foram acontecendo tão rápido, e eu sou tão culpada por me deixar ser levada, seja por estar fraca pelo amor passado ou pela necessidade de pertencer, e agora me deparo sendo levada para casa por alguém tão diferente de você, e confesso que é tão estranho, que droga ele não é você, ele não sorri como você, não me olha como você, nunca me senti tão mal por estar sendo amada. Eu adoraria saber o que fazer, eu adoraria ter respostas, pior do que se decepcionar, é o medo de decepcionar, queria cortar isso pela raiz, mais sou desarmada todas as vezes que escuto eu te amo, e sinto tanta sinceridade em suas palavras que sou agredida pelos meus próprios sentimentos indefinidos. Não é amor, não sei nem se quero amar, e ao mesmo tempo tenho medo de não conseguir mais amar, apesar dessa idéia me soar inteligente. Pode aparecer mais não estou usando ninguém, ou talvez esteja mais essa não foi a minha intenção. Tenho vontade de gritar, “garoto não me ame, largue as minhas mãos, corra, se salve eu sou um monstro”, mais fico quieta, a gente se despede e meu coração se torna tão vazio, que eu coloco a mão na cabeça e me pergunto o que estou fazendo, talvez eu seja um ser humano horrível mais a minha cabeça está muito debilitada para entender que tipo de pessoa eu sou, ou que tipo de pessoa me tornei.

37 comentários:

  1. Seja o que for que estiver a acontecer, tem que ter calma! Tudo se resolve e vai chegar um momento em que vai perceber o que fazer. Até lá viva!
    Você não tem culpa de se sentir assim e possivelmente, tudo isso vai passar a vai terminar por ser feliz (:
    não tenha medo *

    beijinho

    http://desabafosdelluz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil não ter medo na situação que eu estou, pq não estou importando com o que vai acontecer cmg, pq há outra pessoa envolvida, estou confusa. Obrigada pela participação!

      Excluir
  2. lindas palavras. São um sentimento que muitas garotas vão se ver integradas.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  3. Hey, vim atender seu pedido e dar uma passadinha aqui. Obrigada por visitar meu blog. Gostei do seu cantinho.

    E a respeito do texto, eu acho que é inevitável, sabe? A necessidade de pertencer a alguém que não seja nós mesmas. A necessidade de se doar e ter alguém pra si. As vezes não tem o que a gente fazer, só tentar curtir o sentimento, ou a situação e deixar que o tempo faça o resto. Torço para dar tudo certo, bjs.

    Kauana Amine.

    ResponderExcluir
  4. Lindo texto! Acho que todas nós passamos por isso na vida, vontade de está com alguém do nosso lado.

    bjss, boa sorte, lindo final de semana

    ResponderExcluir
  5. Perfeito, espero não passar por isso, concordo quando você diz " tenho medo de não conseguir mais amar, apesar dessa idéia me soar inteligente" pena que por mais inteligente que seja não é a gente que escolhe se vai amar ou não.

    http://garotasindiscretas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. obrigado, gostei muito do blog
    sigo-te*

    ResponderExcluir
  7. Que blog bonito de se ver. (:
    Vim agradecer-lhe pela visita no meu querido amar.go, volte sempre, estarei sempre por aqui também.

    Abraço de urso.

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. sim, sou eu que escrevo e obrigada ! e tambem gostei muito do teu (:

    ResponderExcluir
  9. Nossa que querida *.* Muito obrigada! Fico muito feliz (mesmo!) por teres gostado. 'Aparece' sempre que quiseres, terei muito gosto em receber-te :)
    Obrigada mais uma vez!

    ResponderExcluir
  10. Obrigada! :D
    Gostei muito deste texto também, e é bem verdade...
    Sigo de volta (:

    ResponderExcluir
  11. Gostei mesmo ! E obrigada, também sigo de volta :)

    ResponderExcluir
  12. Gostei e muito do pouco do vi do teu blog! Segui, se quiseres segue também o meu :)

    ResponderExcluir
  13. Oh obrigado princesa, ainda bem que gostas-te, adorei o teu, sigo :)
    Já agora recomenda aos teus seguidores , agradeço muito :)

    ResponderExcluir
  14. Sim é verdade, esse dias custam muito... :(

    ResponderExcluir
  15. O amor é como beber. Se você não souber parar, é melhor saber como tratar a dor de cabeça depois.
    A não ser que seja um amor de verdade, aí sim, mergulhe de cabeça.
    Analise, reflita!

    Forte abraço,
    Felipe.

    http://www.theneuronio.com.br

    ResponderExcluir
  16. muito obrigada por seguires, eu sigo tambem o teu :)

    ResponderExcluir
  17. realmente são tempos magníficos e que deixam muitas saudades.
    sigo de volta e obrigada. (:

    ResponderExcluir
  18. Ohh obrigada querida e sim sou eu que escrevo, escrevo-os todos
    Adoro o teu blog, sigo =)

    ResponderExcluir
  19. Dói quando quero que ele seja você!!.
    Seguindo de volta ;D

    ResponderExcluir
  20. Maíra, oi!
    Pode parecer estranho mais, estou passando algo parecido...
    pensei em dizer o que disse nessa frase:
    “garoto não me ame, largue a minha mão,
    corra, se salve eu sou um monstro...”

    ...e desculpa ai se eu escrevo demais rsrs
    é que me identifico e me dá vontade de escrever, escrever...!

    Bjos
    Maria

    ResponderExcluir

Se sinta a vontade para comentar e dar sua opinião, fico grata por sua visita, volte sempre!