18.2.13

O porquê das coisas




Somos movidos a responder as nossas próprias perguntas, os pontos de interrogação ecoam na nossa mente e tendem a nos incomodar desde sempre, quando temos cinco anos de idade somos invadidos por uma onda de curiosidade, e muitas das nossas frases começam com “por que?” ,geralmente nossos pais sempre tinham boas respostas para nos dar durante a infância, mas a gente cresce e continuamos com um caminhão de novas perguntas, a nossa volta, “quem somos?”, de onde viemos?”, “para onde vamos?” ...
Com o passar do tempo o homem passou a ter um olhar mais profundo do próprio ser humano, desde então as máquinas ganharam grande espaço trazendo consigo a idéia do racionalismo interligado ha ciência que trouxe inúmeras respostas, a vida nunca mais foi à mesma desde que o homem começou a ter uma postura mais racional, mas o que significa ser racional? Buscamos sempre a verdade, buscando a verdade, procuramos o porquê das coisas e sempre que encontram as respostas temos uma postura racional. Mas nenhum ser é completamente racional, já que todos nós temos perguntas a serem respondidas, então acabamos escolhendo o que acreditar, é como ter fé por exemplo.
Essa ânsia de sempre querer fazer novas descobertas e entender mais o mundo a nossa volta é algo que estará presente sempre durante a nossa vida, há muito o que aprender, mas será que tudo tem uma resposta? A única coisa que sabemos é que enquanto estivermos vivos, sempre haverá dúvidas, já que para cada resposta existe inúmeras outras perguntas. Talvez a própria falta de respostas seja a resposta que nem tudo tem verdadeiramente uma resposta.


"Não são as respostas que movem o mundo, são as perguntas."




10 comentários:

  1. Que lindo esse texto, me encantei. Diz exatamente como me sinto e vejo o mundo. Obg por postar essa maravilha.
    Posso reblogar? claro que colocarei créditos. Please?

    ResponderExcluir
  2. Que texto incrivel, eu simplesmente me senti como se vc estivesse me espionando de uma maneira tão profunda que é capaz de em entender completamente !
    Meus Parabens, Rafinili !
    Amei seu blog , veja o meu : http://doceeloucuraa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto! Bem escrito como sempre!
    Ah!Tem uma tag lá no blog para você indicando seu cantinho e que vai nos ajudar a conhecer melhor o trabalho de cada uma de nós! Espero que goste! Beijocas!
    http://quelindezamenina.blogspot.com.br/2013/02/primeira-tag-do-blog.html

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante o seu ponto de vista ... adorei ler mais este post !
    O seu ponto de vista sobre o tema e bem intrigante, e sua explicação foi muito bem feita

    bjos
    Rodolpho Aki

    ResponderExcluir
  5. Belo texto querida Maíra. O que nos move são as dúvidas, as perguntas. Não há respostas óbvias. Não há clareza nas resoluções. Porque não há resoluções. Há sempre novas perguntas. Esta ânsia surge da nossa vontade de conhecer mais o ser que habita em nós, o ser que cerca o mundo e todo o propósito acerca do que nos rodeia.

    Texto muito bem escrito.

    Beijo!!

    ResponderExcluir
  6. Olá retribuindo a visita, simplesmente adorei o blog, parabéns e volte sempre ao meu, ah já estou seguindo :*

    ResponderExcluir
  7. gosto de ver você escrevendo sobre coisas mais sérias. você está no caminho certo.

    beijo

    ResponderExcluir
  8. Chama-se curiosidade inofenciva do próprio homem.
    Alguns é que levam essa curiosidade mais além

    Poesia de uma vida

    ResponderExcluir
  9. Por que queremos sempre saber o por que?

    _"só sei que nada sei"

    ResponderExcluir
  10. Oi, gostei do teu blog
    se quiser da uma visitinha no meu http://naoseiandardesalto.blogspot.com.br/

    beijos

    ResponderExcluir

Se sinta a vontade para comentar e dar sua opinião, fico grata por sua visita, volte sempre!