13.8.14

Pseudo Escritora



Eu preciso desesperadamente de uma dose disso! Me sufoquei, me atolei de responsabilidades e "prioridades" que quase que na marra me tiraram a calmaria para preencher o papel com as minhas tolices e neuroses!
Pensei que fosse possível mudar, crescer e deixar vícios antigos para trás, mas há coisas que não se vão, escrever foi uma delas, como uma marca de nascença.
Nunca fui capaz de entender essa minha intimidade com a literatura, com os poemas de Vinícius de Moraes ou com o cheiro dos livros antigos, só sei que me identifico, me completo e assim, como poucas coisas na vida, me sinto inteira. Sabe-se lá porque, talvez devido a minha grande timidez, que não me deixa dizer as vinte mil palavras que tenho de dizer por dia por ser uma mulher, deve ser por isso que recorro a escrita, para compensar aquilo que não digo. Ou será que foi algum trauma de infância, como não ter uma casa na árvore?
Só não me escrevo, não explicitamente. A imaginação sempre foi melhor que a realidade, ou seja, personagens são infinitamente mais legais que Maíra.
Mas o tempo, sempre ele, o tempo, me mostrou mais! Sempre quis ser lida e bajulada por isso, o que me fez esquecer o que verdadeiramente escrever significava para mim, entrei em crise com o papel e a caneta e acabei frustrada! Mas pelo menos vivendo mais no mundo real, não que isso seja bom!
Acontece que crescendo a gente aprende coisas que realmente são importantes e outras que são meros caprichos idiotas. Aprendi que escrever sou eu, e que deve acontecer, independente de tudo, independente dos outros. A aprovação das pessoas é importante, mas não é tudo. Então é isso, escrevo para mim, escrevo por mim, e que assim seja! E porque me levar a sério? Sou apenas uma pseudo escritora metida a poeta que acha linda essa liberdade de colocar as palavras na sua prória ordem.

8 comentários:

  1. Leve a sério tudo que vc gosta, pois ai podem estar um dom.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Creio que essa seja o ápice duvidoso de todos os escritores. Porque gostamos de escrever? Não existe resposta! Existe instintos! Adorei a postagem!

    ACESSO PERMITIDO. ♥
    Twitter: @elcimar_reis @APermitido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca acharei a resposta, gosto porque gosto! Simples assim! Ou melhor, é uma necessidade.

      Excluir
  3. Escrever é despir-se. Reler, redescobrir-se.
    GK

    ResponderExcluir
  4. Olá Maíra:
    Cheguei aqui por um comentário seu que li no blog da Bell.
    Gostei do que vi e li e aproveitei minha visita pra me tornar seguidora do seu blog.
    Escrever é uma arte.
    Por isso, siga sua intuição e continue a exercitar sua escrita.
    Se tiver curiosidade em conhecer meu blog, deixo aqui o link:
    http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/
    AH! Sou psicóloga, adoro livros, teatro, cinema, música, literatura, mar, cavalo e brigadeiro de panela!
    Pelo jeito, temos muitas coisas em comum...
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Silvana que bom que veio conhecer meu blog, fico muito feliz de receber uma psicóloga. Se Deus quiser um dia me tornarei uma, mas por enquanto sou apenas uma pseudo escritora ;D

      Excluir

Se sinta a vontade para comentar e dar sua opinião, fico grata por sua visita, volte sempre!